Temos a capacidade de absorver e assimilar várias informações, e muitas delas são essencial para nosso processo de aprendizagem. Devemos considerar o cuidado com a questão que surge dentro da educação infantil, é funtamental que na escola, os alunos possam trabalhar o desenvolvimento cognitivo de forma adequada, desde o primeiro dia de aula, deve se levar em conta características inerentes para cada fase de desenvolvimento.

Jean Piaget, um dos psicólogos mais influentes e conhecidos do século XX, disse que o desenvolvimento humano desenvolve em quatro estágios, que podem surgir de várias faixas etárias , independentemente de origens, culturas e raças da criança.

Para entender melhor essa influência, vamos explicar a importância do desenvolvimento cognitivo, de maneira que funcione bem as melhores formas de trabalha-la em sala de aula!

1. Adivinhação

Essas brincadeiras de adivinhações são ótimos recursos para desenvolver habilidades como: capacidade de abstração, formação de ideias e concatenação. Estimulando a criatividade junto com a composição do intelecto infantil.

2. Brincadeira com água

Uma das brincadeiras que o público infantil mais interage, são atividades que contém água, principalmente se a criança for agitada. Pincéis e baldes de água limpa podem propor a limpeza de uma parede com outra superfície qualquer.

3. Jogos de silêncio e imobilidade

Existem várias atividades que desafiam as crianças a ficar sem silêncio ou imóveis por determinados períodos de tempo, exercitando o controle motor e o autodomínio das emoções. A brincadeira estátua é bem famosa, e um bom exemplo pra esse caso.

4. Cantos e danças

Brincadeiras que envolvem danças ou outros tipos de movimento (dança das cadeiras, por exemplo) são atividades de muito valor nas escolas infantis. Suaves canções, ritmos harmônicos e equilibrados, sempre atuam nessa formação das sinapses auditivas e sempre estimulam surgimento de emoções com várias qualidades positivas.

5. Atividades ao ar livre

É interessante a mudança de ambiente, na troca de horário das aulas das crianças. Atividades ao ar livre, que permitem contatos com animais são dicas valiosas pra manter a mente das crianças saudáveis. Devemos explicar as crianças sobre o amor à natureza, e a importância da fauna e da flora, que dividimos o planeta com outros seres vivos, que merecem carinho e respeito.

6. Plantio e jardinagem

Regras como: cuidado com as plantas, desde a muda, até na hora de regar as mudas, é uma das práticas importantes para despertar a sensibilidade ecológica em crianças de várias idades. É uma boa opção a escola ter uma horta ou jardim, para estimular as crianças a preservar a natureza.

7. Olhos vendados

Uma boa opção, é fazer com que as crianças guiem os colegas que estão de olhos vendados, uma maneira simples de ensinar sobre amizade e ajuda. Esse tipo de atividade, cria na turma o senso de cooperação e ética solidária. A ajuda na construção de vínculos de confiança sempre importantes na infância, devido aos impactos na vida adulta.

A pessoa que está conduzindo, poderá ser transmitida a mensagem de responsabilidade e respeito pelo outro colega. Já o conduzido obtém para si confiança no amigo e sensibiliza com todos os tipos de limitações alheias, sentidos, mas na prática, a dificuldade das pessoas com deficiência visual. É importante intercalar todos os papéis executados pelas crianças, para garantir ambas experiências.

8. Pintura e desenho

Desenhar é uma forma de representar em rabiscos e espaços preenchidos, cores e sentimentos de dar asas á imaginação das crianças. A facilidade de ser feito com qualquer tipo de material escolar, pode dar acesso á vários meios, objetos como: papel sulfite, cartolina, fiz de cera, lápis de cor, tinta e pincel, são interessantes para estimular o aprendizado criativo das crianças.

O professor poderá propor reproduções de linhas retas (horizontais, verticais e diagonais), ou desenhos livres, figuras geométricas de símbolos gráficos poderão ser representados a partir desses modelos, pinturas dirigidas/guiadas, também podem estimular o preenchimento completo do papel.

9. Jogos coletivos

Os jogos coletivos são tradicionais nas escolas, e trazem um importante papel no desenvolvimento das habilidades cognitivas. Deve se priorizar modalidades em que as crianças desempenhem papéis importantes para a execução das atividades. Dessa forma, é possível despertar o senso comum de responsabilidade social e a autoconfiança da criança. Muitas dessas atividades permitem ao aluno praticas, sentir e assimilar sensorialmente vários tipos de aprendizados. Por sua vez, a experiência sensorial, é necessária para que o cérebro crie sinapses que interligam com relatos teóricos aos fatos apresentados. Dessa forma se constrói um desenvolvimento cognitivo de forma ampla e concreta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *